quarta-feira, 20 de agosto de 2014

OLHA A BIENAL AÍ, GENTE!


Aí, galera!!! Faltam poucos dias!!! Então vamos divulgar porque ainda estão me perguntando quando estaremos na Bienal do Livro SP! Os brindes estão ficando muito legais e teremos lançamento de A Dama da Montanha, de Renato Rodrigues, Uma Guerra de Luz e Sombras e A Canção dos Quatro Ventos, último livro da saga Lua das Fadas

Venha tirar fotos e pegar um brinde especial para cada livro! Espalhe a Notícia!!!

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Orbitas, um curta que merece um longa


By Nanael Soubaim

  Imagine um planeta habitado por duas espécies dominantes, que vivem em guerra. O planeta está completamente devastado e seus habitantes vivem unicamente em função de exterminar a espécie inimiga. Sim, é mais ou menos como se os biotipos humanos decidissem se digladiar até a extinção de quase todos eles.

  É esta a argumentação básica de Órbitas, um curta metragem digital que foge muito à regra, conforme explicarei logo adiante. A trama principal é entre duas fêmeas em estações espaciais distintas, uma de cada espécie, que orbitam o planeta e se encontram duas vezes, muito rapidamente, em cada volta. Elas sempre aproveitam esses rápidos encontros para se verem, presas pelos cabos ancorados ás estações, chegando a ficar literalmente a poucos centímetros uma da outra, mas nunca conseguindo se tocar.


  Os mais maliciosos vão logo dizer "TÃO NAMORANDO! TÃO NAMORANDO! TÃO NAMORANDO!". Pois estão mesmo. Elas se apaixonam no decorrer desses breves encontros. Infelizmente são puxadas de volta às suas estações assim que elas se afastam, quando voltam à dura rotina de esperar ordens para bombardear o lado inimigo. Não é preciso muita perspicácia para deduzir que elas perdem gradativamente o interesse pelo que fazem. Enquanto os monitores mostram seus líderes em discursos inflamados, elas preparam presentes com o que dispõe, para o próximo encontro, presentes que são levemente impulsionados no espaço, já que não conseguem se tocar.

  Não há nomes para as personagens, nem diálogos na trama. Nem fazem falta. A ação e a expressividade delicada e intensa das duas dizem tudo. Aqui, aliás, cabe uma descrição que mostrará um pouco da revolta dos autores para com a humanidade, e que diz que é de nós que eles realmente falam.


  Uma delas é aparentemente humana, ou uma humanoide muito próxima à humanidade. Ela vive em uma estação escura, desgastada, fria e desenhada unicamente para abrigar sua operadora e as ogivas. as texturas rudes, os ângulos retos, parafusos expostos, os sons abruptos, enfim... E ironicamente parece ser a humana de cabelos verdes a mais delicada das duas.

  A outra tem compleição humanoide, e um corpo escultural, mas o crânio é bastante alongado para cima e não tem nariz. Ao contrário da amada, ela vive em uma estação de cores claras, bem iluminada, repleta de plantas e com todos os comandos executados com toques em hologramas digitais. Ainda tem uma planta, digamos, uma planta ambulante como "bicho de estimação", além de praticar meditação sempre que pode. Preciso dizer o que eles querem passar? Não, meus leitores sabem ler mais do que o simples phonema das palavras.

  Enquanto o mundo lá em baixo é iluminado por explosões e rastros de foguetes, elas permanecem em órbita, como se aquilo fosse apenas um vídeo game enfadonho e de péssimo gosto. Só o que lhes interessa é se manterem belas e assim se reencontrarem na próxima aproximação, mesmo que não possam se tocar.

  Certa, feita, porém, a "humana" dispara acidentalmente uma ogiva para a estação onde está sua amada. Se desespera, aciona a nave de emergência e intercepta a arma, que desintegra seu veículo. O desespero da fêmea vegetal é claro, ao ver a flor que lhe havia dado a flutuar sem o caule. O resto eu não conto!

  A animação, feita pela agência Primer Frame, primeiro quadro em tradução literal, consegue colocar altas doses de poesia e sensibilidade em um cenário absolutamente agressivo e apocalíptico, emprestando às personagens uma fragilidade comovente e uma feminilidade tão intensa, que o espectador pode acabar se apaixonando pelas duas.

  A única parte que mostra a guerra em si, é a primeira, mas dura poucos segundos e logo passa para a beleza que a distância e a solidão preservaram.


  Antes que perguntem, ondas de choque se propagam no espaço.

Orbitas | by PrimerFrame from PrimerFrame on Vimeo.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

GOOD MORNING, MR WILLIAMS


por Ricky Nobre (Via Facebook)

Tem gente aí falando mal do Robin Williams por causa da piada de mau gosto sobre o Brasil. Sim foi de mal gosto mesmo. Ninguém é perfeito e ele, depois de quase 40 anos, tinha voltado a ter problemas com álcool, drogas e depressão. Julgar é muito fácil.

A notícia de sua morte me chocou como a de um conhecido. Dois dos filmes que mais me marcaram nos anos 80 e que amo até hoje são Bom Dia Vietnam e Sociedade dos Poetas Mortos. Era um ator não apenas de um talento extraordinário e de um senso de humor único, mas um amigo exemplar. Chistopher Reeve, o saudoso Super Homem, foi quem ajudou Williams a superar seu vício em drogas. Muitos anos mais tarde, em retribuição, Williams pagou os milhões de dólares que custaram o tratamento médico de Reeve quando este ficou tetraplégico e o plano de saúde se recusou a continuar pagando.

Lembro-me também de Steven Spielberg durante as dificílimas e depressivas filmagens de A Lista de Schindler na Polônia. Exausto com o clima do trabalho, Spielberg ligou para seu velho amigo Williams. "Eu não sorria faziam três semanas e ele me fez rir por 20 minutos sem parar".

São só histórias das quais sempre me lembro.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO SP: 23 e 24 de agosto

Em agosto, tem BIENAAAAAAL! Renato Rodrigues e eu estaremos no Estande da Loyola na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Anhembi. Levaremos brindes especiais, teremos nossos livros e o lançamento do esperado A CANÇÃO DOS QUATRO VENTOS, último livro da saga Lua das Fadas! Venha tirar fotos, pegar autógrafos e levar seus livros pra casa! Brindes SUPER ESPECIAIS esperam você!!!


QUANDO: dias 23 e 24 de agosto de 2014, o dia inteiro. 
ONDE: Bienal do Livro, no Anhembi - Estande da Loyola

E espalhe a notícia!!!!




terça-feira, 29 de julho de 2014

TRAILER DO HOBBIT

Semana de Comic Con tem mais novidades que loja de chinês! Olha aí o trailer o Hobbit!!!!


Eu só senti falta do Spock cantando!

segunda-feira, 28 de julho de 2014

OS SIMPSONS ENCONTRAM SUA XEROX

por Renato Rodrigues
O aguardado encontro entre as famílias mais esculhambadas da TV está próximo. "The Simpson Guy", o crossover entre Os Simpsons e Uma Família da Pesada irá ao ar nos EUA no dia 28 de setembro. Lig aí o seu tradutor Google translator e veja o teaser divulgado na Comic Con.

domingo, 27 de julho de 2014

VLOG ALCATEIA #63 - Entrevista com cartunista Carlos Ruas de "Um Sábado Qualquer"


Um bate papo com o criador do "Criador", o cartunista Carlos Ruas da tirinha "Um Sábado Qualquer!". Foi lá no Kodama 2014! 

Ih, Eddie Van Feu e Deus no mesmo vídeo, a bruxarada vai ficar toda se rasgando aí pelos covens da vida!

sábado, 26 de julho de 2014

COMIC CON COMENDO SOLTA NOS EUA

A Marvel como sempre saiu na frente com esse MEGA poster dos Vingadores 2


E a DC me aparece com... a Mulher maravilha sozinha


E não é só isso, a Marvel arrebentando com a junção de cinema e TV trazendo ramificações nas tramas de seriados e filmes e a DC assumindo sua incompetência em público admitindo que o universo do cinema não terá nada a ver com os universo televisivo. 

Quando eu imagino a concorrência entre a Marvel e a DC só me vem a cabeça o vergonhoso 7 X 1.


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Pré-venda "A CANÇÃO DOS QUATRO VENTOS"!



Você já pode pedir o seu em pré-venda e receber seu livro autografado com um brinde e marcadores! Disponível já no site www.linhastortas.com , pelo alcateia@alcateia.com ou pelo tel (21)3872-4971. O preço de capa é 29,90, com o frete, fica em R$36,00. Entre nessa aventura e descubra o que aconteceu com a Bianca e o Zac no mundo das Fadas!!! A capa matadora é do artista Marcus Pallas!


SINOPSE: Bem-vindo ao Mundo das Fadas! Se tiver coragem, poderá conhecer um mundo de rara beleza e seres fantásticos, acompanhando Bianca e Zac em uma aventura inesquecível. Mas lembre-se! Num mundo de tantas belezas, há também muitos perigos e lugares sombrios, principalmente dentro do nosso coração...
Este é o terceiro livro da saga Lua das Fadas e você poderá acompanhar Bianca mais uma vez no Mundo das Fadas. Dessa vez, ela não está sozinha. Sua família, que é mais do que parece, como todas as famílias, está pronta para ajudá-la a encontrar Zac. Infelizmente, as coisas não saem como planejado e eles são separados. Agora, além de tentar se encontrar, cada um deles precisa lidar com seus próprios medos e fracassos, com a escravidão, com a perseguição, com cidades fantasmas e espíritos de gigantes. Prepare-se! É hora de voar mais uma vez num mundo que pode estar bem perto de você! Basta virar uma pedra e despertar uma asa..